domingo, 2 de dezembro de 2018

AZEVIAS DA AVÓ MARIA

Hoje trago a receita de azevias da "avó", uma amiga do peito que tomou conta da minha filha em bébé e a quem ela chama de avó Maria.
Estas azevias são um verdadeiro pecado, pois no mesmo recheio, juntam-se grão, amêndoa e doce de gila.
Aqui fica a receita:
Ingredientes
( 30 azevias/ 15 azevias )
Para a massa:
600g de farinha / 300g
60g de banha / 30g
40g de margarina / 20g
50 ml de aguardente / 25 ml
1 pitada de sal
Raspa de uma laranja,  usei ralador da Borner 
Sumo de uma laranja/ ½ laranja
200 ml de água morna/ 100 ml

Para o recheio:
250g de grão cozido – 125 g
150g de amêndoa - 75 g  usei da Transmontanos 
350g de açúcar - 175 g
Raspa de um limão, usei o ralador da Borner 
8 gemas de ovo/ 4 gemas
3 c. (sopa) de doce de gila/ 1 c e 1/2
1 c.( chá) de canela em pó/ 1 c.( café )  usei Suldouro 
Açúcar extra fino para polvilhar
Óleo para fritar


Preparação:
Numa tigela, amasse muito bem a farinha, a pitada de sal, a banha, a margarina, a raspa de laranja, a aguardente e o sumo de laranja.
Enquanto amassa, junte aos poucos a água morna.
Amasse até que a massa fique macia e elástica.
Se a massa ficar muito mole, acrescente um pouco de farinha, pois nem todas as farinhas são iguais, umas absorvem melhor que outras.
Deixa a massa em repouso durante 30 minutos.
Vamos então preparar o recheio:
Comece por retirar a casca ao grão e reduza a puré e triturar a amêndoa, quase em pó.
Num tacho, leve ao lume um pouco de água, o açúcar e a raspa de limão. Vá mexendo até atingir o ponto pérola. Nessa altura junte o puré de grão e a canela. Envolva muito bem.
Depois de tudo bem misturado, junte o doce de chila e as gemas mexidas.
Mexa até o creme engrossar até fazer estrada no fundo do tacho, retire do lume e deixe arrefecer.
Polvilhe bem a bancada de trabalho com farinha e coloque a massa sobre ela.
Polvilhe a massa com farinha e estenda-a com o rolo da massa.
Sobre a massa, coloque uma colher de recheio.
Dobre a massa como quem faz rissóis e corte com uma taça, apertando bem nos bordos.
Frite de ambos os lados em óleo quente.
Retire para um prato com papel absorvente.
Passe as azevias por açúcar.
E estão prontas a servir.

Parceiros nesta receita:

Borner o melhor ralador, saiba mais em Borner Portugal



Suldouro
As melhores especiarias do mercado, saiba mais em Suldouro-Navires






Transmontanos
O melhor produtor de amêndoa da região de Trás-os-Montes,saiba mais em Transmontanos








quinta-feira, 29 de novembro de 2018

COSCORÕES Á MODA DA AMIGA MATOS

Neste dia de inverno, frio e chuvoso, não apetece saír da cozinha.... por isso preparei uns coscorões deliciosos.
A receita era da mãe duma grande amiga, que a transmitiu à filha e ela partilhou comigo.
Experimentem, pois são de comer e chorar por mais.

Ingredientes:

600g de farinha
4 ovos inteiros
Sumo e raspa de uma laranja usei o ralador vegetariano da Borner
60 g de manteiga derretida
60 g de açúcar + açucar qb para polvilhar
50 ml de aguardente
1 pitada de sal
Canela em pó qb para polvilhar usei da Suldouro
Óleo para fritar

Preparação:
Coloque na batedeira o açúcar com a manteiga derretida e ligue-a.  Depois vá adicionando os ovos um de cada vez, continuando a bater, adicione o sumo e a raspa da laranja, a aguardente e a farinha, previamente peneirada.
Depois dos ingredientes bem misturados, tape o preparado com um pano e deixe a massa levedar durante 1 hora.
Decorrido o tempo, polvilhe uma bancada com farinha e coloque a massa em cima. Polvilhe-a com farinha e amasse-a com as mãos, esticando-a sempre e  polvilhando com farinha, até que a massa se despegue das mãos. Quanto melhor a esticar e amassar, mais lisa ficará. Deixe a massa descansar uns 30 minutos.
Depois, vá esticando a massa com o rolo e cortando-a com um cortador, em pequenos quadrados ou rectangulos, com dois golpes no meio. Quanto mais fina ficar a massa, melhor ficarão os coscorões.
Leve a fritar em óleo quente, virando os coscorões para que fritem dos dois lados.Vá retirando para um escorredor e só depois passe por uma mistura de açúcar branco refinado com um pouco de canela.


Parceiros nesta receita: 


Borner Portugal
Visite em https://www.borner.pt/










Suldouro-Navires

Visite em https://www.facebook.com/Suldouro-Navires-282742885189087/


sábado, 17 de novembro de 2018

PUDIM MINHOTO

Vamos começar o fim-de-semana, com uma sobremesa minhota, o meu pudim á moda do Minho. 
É de fácil preparação, sai sempre bem... 

Ingredientes:
Para o  preparar o caramelo: 
150 g de açúcar
100ml de água
(ou caramelo de compra)

Para o pudim: 
12 ovos
500 g de açúcar branco
500 ml de leite

Cobertura:
100 g de amêndoas picadas ( usei da Transmontanos)

Preparação:
Prepare o caramelo, leve ao lume a água e o açúcar e mexendo sempre até escurecer, depois unte com o caramelo uma forma de pudim com tampa.
Ligue o forno a 180ºC.
Numa batedeira coloque os ovos inteiros, o açúcar e bata até ficar em gemada, depois junte o leite e bata mais um pouco.
Verta o preparado para a forma, tape e leve ao forno, em banho-maria durante 60 minutos.
Costumo fazer o pudim de véspera e deixo arrefecer no forno, só depois desenformo e polvilho com a amêndoa picada.

Parceiro nesta receita:


domingo, 11 de novembro de 2018

LOMBO DE PORCO COM CASTANHAS


Hoje é dia de S. Martinho, mas este ano  fugiu à regra do " verão de S. Martinho", pois desde ontem á noite que chove com grande intensidade,  só apetece ficar no aconchego do lar, assar ou cozer castanhas e saboreá-las em familia.
Para o nosso almoço, preparei um lombo de porco acompanhado com castanhas.
Deixo então aqui esta sugestão.



Ingredientes:

1 kg de lombo de porco,
3 dentes de alho
 200 ml de vinho branco
1 cebola grande picada com a ajuda do Borner
 600 g de castanhas
6 batatas pequenas
100 ml de azeite, usei o “Ti Gabriela” da Transmontanos
1 folha de louro
Sal qb
Pimenta e alecrim em folha qb, usei da Suldouro

Preparação:

Arranje o lombo de porco, retirando-lhe o excesso de gorduras, coloque num recipiente e tempere com os dentes de alho picados, o vinho branco, sal, pimenta e folha de louro, envolva e deixe marinar durante 30 minutos.
Decorrido o tempo, escorra o lombo da marinada e, num tacho,  aloure-o no azeite, juntando a cebola picada,  depois regue com a marinada e deixe estufar durante 40 minutos, em lume brando. A meio do tempo, junte as batatas inteiras e as castanhas e deixe até ao fim do tempo. O molho não deve secar, por isso, se achar necessário adicione aos poucos água quente.
No fim do tempo, coloque a carne num pirex ou tabuleiro de forno e junte as batatas e castanhas, regue com o molho que ficou no tacho e polvilhe com alecrim. Leve ao forno pré-aquecido a 200ºC (em modo grill), apenas o tempo necessário (cerca de 20 minutos) para alourar  e dar-lhe o aspecto apetitoso  que apresento.
Para fatiar a carne deixe que arrefeça um pouco e corte-a com cuidado para não desmanchar.

Parceiros nesta receita:

Transmontanos 












Suldouro-Navires

Saiba mais em










Borner 






sábado, 10 de novembro de 2018

CLAFOUTIS DE PHYSALIS

Hoje trago uma sobremesa com uma fruta que,  até  agora,  sempre  usei como decoração de bolos e  sobremesas, mas nunca como ingrediente. A physalis é uma fruta que se encontra á venda nos supermercados, mas que por sinal é bastante cara.  Como este ano colhi da minha horta uma boa quantidade de physalis, decidi então preparar uma clafoutis, que resultou muito bem, mas quando repetir, irei colocar mais 50g de açúcar, para reduzir a acidez do fruto e no fim polvilhar com açúcar em pó e canela. Estes dois ingredientes tornaram esta sobremesa deliciosa.
Ingredientes:
30 physalis 
100g de açúcar ( aconselho 150g)
3 ovos inteiros
2 colheres (sopa) de amido de milho
100 ml de natas ( não é necessário natas frescas)
2 colheres (chá) de açúcar baunilhado
miolo de nozes qb
manteiga para untar a forma
açúcar qb para polvilhar a forma
açúcar em pó qb 
canela em pó qb usei Suldouro
10 physalis com casca para decorar


Preparação:

Retire a casca das physalis, passe-as por água e seque com papel absorvente.
Unte uma tarteira com manteiga e polvilhe com açúcar.
Numa batedeira misture os ovos,  o açúcar, o amido de milho, as natas e o açúcar baunilhado e bata até  obter uma mistura homogénea.
Verta o preparado na forma e por cima distribua as physalis e miolo de noz.
Leve ao forno durante 20 minutos. Retire, polvilhe com açúcar em pó e canela.




Parceiro nesta receita:

Suldouro-Navires- Sempre presente na minha cozinha, como marca de eleição em especiarias.
Saibam mais em Suldouro-Navires




quarta-feira, 7 de novembro de 2018

COELHO COM OREGÃOS

Como sugestão para o vosso jantar, trago a receita dum saboroso coelho estufado e aromatizado com óregãos.
Para esta receita, temperei o coelho de véspera e deixei-o a marinar durante a noite, isto porque o preparei para o almoço. Se for para o jantar, basta que o deixe temperado  de manhã.


Ingredientes:
1 coelho (1,200 g)
1 cebola grande
6 dentes de alhos
1 tomate grande maduro
100 ml azeite
sal qb
pimenta qb
1 folha de louro
2 colheres (sopa) de massa pimentão
água qb
oregãos em folha qb

Preparação:
De vespera ( ou com 6 horas de antecedência), tempere o coelho ( cortado aos pedaços pequenos), com o vinho, os alhos inteiros com casca e esmagados, a massa pimentão, a folha de louro,  sal e pimenta Suldouro, a gosto.
No dia do preparo, pique a cebola, (eu tive a preciosa ajuda da mandolina da Borner), limpei o tomate retirando a pele e as sementes, corte-o em pedaços pequenos.
Num tacho coloque o azeite usei e aconselho Transmontanos, a cebola e o tomate e leve a refogar, em lume brando. Depois escorra a marinada do tempero do coelho, para o tacho e deixei aquecer bem. A seguir junte o coelho e deixe cozer. Vá verificando a cozedura, pois à medida que o caldo vai desaparecendo, deve írjuntando água bem quente, para que no final fique com molho. 
O tempo de cozedura tem a ver com o tipo de fogão, no meu caso, fogão a gas, demorou cerca de 35 minutos.
Coloque numa travessa de servir e polvilhe com oregãos em folha  Suldouro

Parceiros:

Borner, o melhor cortador de legumes, sempre presente na minha cozinha.
Saiba mais, clique  em Borner Portugal











Suldouro-Navires as melhores especiarias no mercado, a dar sabor às suas receitas desde 1971. Saiba mais, clique em Suldouro-Navires.



Transmontanos, um azeite de alta qualidade, saiba mais, clique em Transmontanos




Obrigado pela sua visita, volte sempre.

domingo, 28 de outubro de 2018

ARROZ DE POLVO COM FEIJÃO E COUVE

Hoje trago uma receita, que começou por ser um simples arroz de polvo, mas que depois decidi inovar e juntar feijão e couve; resultou  numa mistura de arroz de polvo e feijoada e posso dizer que resultou na perfeição, fiz uma refeição diferente, muito saborosa e que todos apreciaram cá em casa.

Por isso, convido-vos a experimentarem e a deixarem aqui o vosso testemunho.



Ingredientes:  
1 polvo cerca de 1,200 kg, 
400g de arroz carolino, 
8/10 folhas de couve  lombarda, 
1 lata pequena de feijão encarnado, 
1 cebola grande, 
2 dentes de alho,
 0,5 dl de azeite, 
3 tomates maduros, 
sal e pimenta q.b, 
1 folha de louro, 




 Preparação:
Comece por arranjar o polvo e leve-o a cozer em água com um fio de azeite. Deixe que fique tenrinho, desligue o lume, tempere com sal e deixe repousar.
Arranje também as folhas de couve lombarda e corte-as em juliana grossa. Reserve.
Pique a cebola e os dentes de alho e coloque num tacho. Adicione o azeite e a folha de louro e deixe refogar uns 5 minutos, em lume brando, mexendo de vez em quando. Adicione depois os tomates limpos de peles e sementes e picados e deixe cozinhar até que fique macio.
Depois escorra a água de cozer o polvo e adicione ao refogado. Quando levantar fervura junte a couve lombarda e deixe cozer 5 minutos, de seguida junte o arroz, mexa para não agarrar e deixe cozer 15 minutos. Se necessário adicione um pouco de água bem quente. Junte o raminho de salsa, tempere com pimenta e retifique o sal, se necessário.
Entretanto corte o polvo aos pedaços pequenos/médios e quando faltarem 5 minutos para o arroz estar cozido, junte o polvo e a lata de feijão. Envolva bem e deixe ao lume mais 5 minutos.
Por fim, sirva-se e saboreie este delicioso arroz.

Na preparação desta receita, tive a preciosa ajuda da mandolina da Borner para picar a cebola.







CANJA DE GALINHA CASEIRA


Hoje recomendo a  canja de galinha, que aprendi com a minha avó Piedade.
Lembro-me, em criança, sempre que ficava constipada, lá vinha a canjinha da avó, o que me desagradava, pois apesar de gostar de outras sopas, esta era aquela que comia quando estava doente e provavelmente ao associar “canja/doente”, fazia-me detestá-la.
Mas os anos passaram e já adulta,  comecei a fazer canja sem estar doente e comecei a aprecia-la, pois uma canja quentinha, é muito reconfortante e sabe muito bem nos dias  mais frios, como acontece hoje.
A canja que vos trago, foi feita com galinha caseira, o que a torna ainda mais saborosa. Quando faço canja para dois, nunca coloco a galinha inteira, apenas coloco as pernas com costa, as patas, pescoço e miúdos, pois faço apenas 1 refeição. Se quiser usar a galinha inteira, deverá ter em atenção a quantidade de massa a colocar, aconselho 100g/pessoa.




Ingredientes:
Galinha caseira ( pernas com costa, patas, pescoço e miúdos)
1 cebola pequena
Azeite qb usei Transmontanos
Sal qb
1 dentes de alho
1 folha de louro
2 ovos
200 g de cotovelinhos
hortelã qb


Preparação:
Para preparar esta sopa, coloque numa panela as partes da galinha que indiquei, junte a cebola descascada e partida ao meio, a folha de louro, os dentes de alho descascados e inteiros, tempere com sal a gosto, um fio de azeite e leve ao lume a cozer cerca  de 20 minutos.
À parte, coza os ovos em água, reserve.
Decorrido o tempo, retire as pernas da galinha, desfie-as, rejeitando pele e ossos. Depois, leve novamente ao lume, junte os cotovelinhos (ou outra massa a gosto) e deixe cozer, uns 10 minutos.
Por fim sirva a canja em pratos, distribuindo as diversas partes cozinhadas. Coloque dentro do prato,  apenas a gema ou pique o ovo inteiro e coloque por cima da canja, faço das duas maneiras e fica muito bom.  Coloque folhas de hortelã em cada prato para aromatizar.


Parceiro nesta receita:

O azeite " Ti Gabriela", deu o seu sabor especial  a esta canja.
Saiba mais em:

https://www.facebook.com/Fogueiradogalo/





segunda-feira, 22 de outubro de 2018

PATO COM LARANJA

Ontem,  domingo de Outono, por aqui,  acordou soalheiro e mais tarde encobriu e veio uma chuva miúdinha, daquelas a que chamamos, "chuva molha parvos",  mas foi o dia ideal para um assado no forno.
Apresento-vos um prato que é um clássico da culinária, pato com laranja.
Espero que as imagens vos agucem o apetite e decidam experimentar.


Ingredientes para marinar o pato:
1 pato com cerca de 2 kg
2 laranjas
½ limão
1 colher de chá de sal grosso
 1 colher de sopa de azeite, usei  Transmontanos
1 cubo de caldo de galinha, usei Knorr
1 colher de chá de massa pimentão
1 colher de chá de pimentão-doce usei Suldouro-Navires
4 dentes de alho esmagados com a casca
1 folha de louro
1 vagem de "piri-piri" cortada, usei da Suldouro-Navires

Ingredientes para as batatas:
2 kg de batatinhas para assar
 1 fio generoso de azeite 
sal qb
água qb
5 dentes de alhos picados


Preparação:

Comece por limpar bem a pele do pato, retirando restos de penas e cálamos e lave-o muito bem, por dentro e por fora, depois parta-o aos pedaços médios e reserve.
Prepare então a marinada, esprema para uma taça as laranjas e o limão e junte todos os ingredientes indicados para o pato. O caldo de galinha deverá desfazê-lo com os dedos.
Coloque o pato num recipiente e verta a marinada nele de forma a que todos os pedaços tomem o gosto da marinada. Cubra com papel celofane ou de alumínio e guarde no frigorifico de um dia para o outro.
No dia seguinte, pré aqueça o forno a 150ºC, coloque o pato com a marinada num pirex, cubra com papel vegetal e leve ao forno durante 60 minutos.
Decorrido o tempo, retire o pato e vire os pedaços para verificar se estão a assar por igual, pincele se necessário com a marinada e coloque de novo no forno, agora  destapado e baixe para170ºC, durante mais 40 minutos.
Descasque as batatas e leve-as ao lume em água fervente, durante 8 minutos. Depois escorra a água e coloque-as num tabuleiro,  tempere com 1 pitada de sal, os alhos picados, regue com um fio generoso de azeite e junte um pouco de água. Coloque-as no forno até final da cozedura do pato.
Para levar à mesa,  coloque os pedaços do pato numa travessa com as batatas, decorre com rodelas de laranja. O molho de assar o pato coloque numa molheira.
Acompanhe com uma salada a gosto.




Parceiros:

Suldouro-Navires

Onde pode encontrar uma grande variedade de especiarias de excelente qualidade/preço.
Saibam mais em https://www.facebook.com/Suldouro-Navires-282742885189087/





Transmontanos:


"Tia Gabriela", um azeite com um aroma intenso, ligeiramente picante e uma acidez de 0.04. Conheçam melhor a marca em http://www.transmontanos.com/azeite.html





Knorr:

Caldos Knorr, fazem parte das minhas receitas.
Vejam mais em https://www.facebook.com/KnorrPortugal/




AZEVIAS DA AVÓ MARIA

Hoje trago a receita de azevias da "avó", uma amiga do peito que tomou conta da minha filha em bébé e a quem ela chama de avó Mar...